Grupo Alteridade Psicanálise Educação

O Grupo de Estudos e Pesquisas Alteridade, Psicanálise e Educação – GAP(E) surgiu extra- oficialmente em 2010 e, em 2014, se instaurou no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPQ (link) a partir do trabalho conjunto de pesquisadores e psicanalistas das áreas de Psicologia e Filosofia, os quais vêm produzindo atividades de pesquisa, ensino e extensão na Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense, com ênfase tanto em questões clínicas quanto nas problemáticas que atingem a área educacional, sobretudo pública.

O GAP(E) promove reuniões quinzenais, todas segundas segundas-feiras de cada mês, de 14 às 16 horas, de forma híbrida (presencial e por GMEET) de modo a agregar pesquisadores e profissionais de todo país. Nesses encontros são feitas leituras e debates em conjunto com professores, profissionais e pesquisadores de pós-graduação em psicanálise, filosofia, educação, psicologia e áreas afins, interessados na retomada de textos psicanalíticos de autores clássicos como Freud, Ferenczi, Winnicott, Bion e Lacan, mas também de referências contemporâneas nacionais e internacionais, na interface da psicanálise com a educação, com a política, com a filosofia, com a literatura, com o cinema, etc. Os estudos e investigações dão especial destaque a temas como a violência nas escolas, medicalização, judicialização, escuta psicanalítica voltada à Educação, atrelados ao estudo e transmissão de conceitos psicanalíticos como as diferentes noções de trauma, os processos de identificação e escolha objetal, a relação entre autoridade e supereu, a angústia como marcador da clínica, as vertentes clínicas e políticas do racismo, a sexualidade em seu caráter tanto criativo quanto disruptivo, o sofrimento psíquico e sintomas contemporâneos, dentre outros.

O grupo realiza anualmente eventos internacionais abertos e gratuitos no âmbito da extensão universitária à comunidade em geral, seguindo o tema pesquisado nos seminários mensais ao longo do ano. Nesses eventos participam psicanalistas e pesquisadores de diversas partes do Brasil e do mundo, como França, Costa Rica, México, Espanha, Colômbia, dentre nossos parceiros internacionais atualmente. Os pesquisadores membros do GAP(e) já produziram dezenas de artigos científicos, livros e coletâneas em cooperação entre pares.

Enquanto entidade matriz de diversas vertentes de trabalho ligados ao ensino, à pesquisa e à extensão, o principal objetivo do laboratório GAP(e) é o de promover o incentivo à pesquisa e produzir trabalhos e orientações de pesquisas nos níveis de pós-doutorado, doutorado, mestrado, iniciação científica, mas também o de executar ações de extensão clínica e de formação para a escuta psicanalítica. Nesse sentido, o GAP(E) contempla diversos projetos de extensão. Dentre eles, oferecemos junto à Pro-Reitoria de Extensão o projeto Gato em Teto de Zinco Quente (link), que atende gratuitamente a Comunidade Acadêmica da UFF (todas as unidades), incluindo o Colégio de Aplicação da UFF – Coluni, bem como a educadores da rede básica. Trata-se de projeto de acolhimento, acompanhamento e encaminhamento de sujeitos em situação de vulnerabilidade social e grave sofrimento subjetivo. Dado o crescimento da demanda pelas modalidades de atendimento seja individual, seja em grupo neste projeto, visamos ampliá-lo no sentido de trazer profissionais da psicologia e da educação uma formação na escuta psicanaliticamente orientada.

 

PARCERIAS:

Em destaque, o GAP(E) tem parcerias internacionais com as seguintes associações e laboratórios de pesquisa:

1) Centre de Recherches Médecine Psychanalyse et Société – École Doctorale de Recherches en Psychanalyse et Psychopathologie – Université de Paris Diderot

2) Association International Psychanalyse Critique – sediada em Bandol – França

3) Association Internationale des Interactions de la Psychanalyse – sediada em Paris;

4) Grupo GRITA – sediado no México; dentre outros.

 

Produz também parcerias nacionais com:

1) Círculo Psicanalítico do Rio de Janeiro;

2) Coletivo Psicanalistas Unidos Pela Democracia

3) Grupo Brasileiro de Pesquisas Sandór Ferenczi – sediado em São Paulo;

4) Laboratório de Pesquisas em Educação e Psicanálise – sediado pela USP e pela UFMG.

5) Relapso – USP / Jacarezinho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Skip to content